logo colégio lato sensu

BNCC na prática: as competências gerais da educação básica

Aluna do Lato Sensu

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) surgiu como uma forma de padronizar e dar mais qualidade e equidade para o ensino brasileiro. Sua principal implementação é na Educação Básica, uma vez que ela é importante e regulamenta as aprendizagens essenciais que devem ser desenvolvidas em cada segmento de ensino.

As 10 Competências Gerais da BNCC

As competências gerais interrelacionam-se e desdobram-se ao longo de toda a Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio), promovendo a construção significativa de conhecimentos e o desenvolvimento de habilidades, bem como a formação de atitudes e valores.

Primeira competência

A primeira competência se refere a destacar e fazer uso de conhecimentos desenvolvidos ao longo da história a respeito do mundo físico, social, cultural e digital a fim de obter a compreensão e a competência necessárias para interpretar a realidade, continuar a trilhar o caminho do aprendizado e contribuir para a formação de uma sociedade virtuosa, com valores associados à justiça, à democracia e à inclusão social.

Segunda competência

Já a segunda competência, está relacionada ao cultivo da curiosidade intelectual e à aplicação de abordagens adequadas das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

Terceira competência

Essa competência visa a exaltação e o desfrute das mais variadas formas de produções artísticas e culturais, desde as locais às globais, assim como o envolvimento em diferentes atividades de cunho artístico-cultural.

Quarta competência

A quarta competência se refere a fazer uso dos variados tipos de linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como libras e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como dos conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, com o intuito de se comunicar e dividir informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e elaborar significados que levem ao entendimento mútuo.

Quinta competência

Tem como essência exercitar a compreensão, o uso e a criação de tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas variadas atividades sociais (incluindo as escolares) para se expressar, alcançar e propagar informações, gerar conhecimentos, resolver problemas e tornar-se protagonista tanto na vida pessoal quanto na coletiva.

Sexta competência

Exaltar a variedade de conhecimentos e perspectivas culturais e absorvê-los de forma com que seja capaz de compreender as relações próprias do mundo do trabalho e tomar decisões ajustadas em relação ao exercício da cidadania e ao seu planejamento de vida, com responsabilidade, protagonismo, autonomia, senso crítico e liberdade.

Sétima competência

Formular argumentações baseadas em fatos, dados e informações validadas para elaborar, negociar e defender ideias, perspectivas e escolhas comuns que sejam respeitosas e que encorajem e exaltem a consciência socioambiental, os direitos humanos e o consumo responsável, desde o âmbito local ao global, posicionando-se de forma ética sobre o cuidado de si, do próximo e do planeta.

Oitava competência

Visa promover o autoconhecimento, a autoapreciação e o autocuidado, tanto da sua saúde física quanto da emocional, buscando a compreensão de si mesmo em meio à diversidade humana e refletindo sobre suas emoções e a dos outros, com autocrítica e competência necessárias para manejá-las.

Nona competência

Busca o exercício da empatia, da conversa dialética, da resolução de entraves e da colaboração, fazendo-se respeitar e disseminando o respeito ao próximo e aos direitos

humanos, abraçando e exaltando a pluralidade de indivíduos e de grupos sociais, suas identidades, conhecimentos, culturas e potencialidades, sem qualquer espécie de preconceitos.

Décima competência

Buscar a ação pessoal e coletiva de forma autônoma, protagonista, responsável, flexível, resiliente e determinada, fazendo escolhas fundamentadas em virtudes associadas aos campos da ética, da democracia, da inclusão social, da sustentabilidade e da solidariedade.

Como a BNCC definiu todas as etapas da Educação Básica?

Agora que você já sabe o que é a BNCC e quais as suas competências gerais, está na hora de entender como ela acontece/se aplica na prática na Educação Básica e quais são as suas orientações e princípios em cada uma das etapas.

Educação Infantil

A Base Nacional Comum Curricular assegura que a criança na fase da Educação Infantil tem o direito de se expressar, explorar, participar, conviver, brincar e se conhecer. 

Esses direitos garantem às crianças as condições adequadas para que se desenvolvam num papel ativo, vivenciando desafios e sendo estimuladas a resolvê-los, construindo, assim, aprendizagens importantes e significados sobre si e sobre o mundo.

No Lato Sensu, o início do processo de alfabetização também ganha destaque na rotina das crianças. Desde cedo trabalhamos no desenvolvimento da autonomia da leitura e da escrita.

Ensino Fundamental

Ainda por meio da BNCC Ensino Fundamental, é feita uma progressão sobre diferentes aprendizagens, de maneira a articular o conhecimento com experiências anteriores.

Na BNCC Ensino Fundamental anos iniciais (1º ao 5º), o foco é em consolidar os conhecimentos construídos durante a fase da Educação Infantil, além de ampliar as práticas de linguagem e experiências interculturais. 

Na BNCC do Ensino Fundamental anos finais (6º ao 9º), está prevista a consolidação dos conhecimentos anteriores e a ampliação da autonomia intelectual e compreensão e interesse pela vida social. A proposição de desafios de maior complexidade, para apropriação das diferentes lógicas dos conhecimentos também é essencial.

Ensino Médio

Já na BNCC Ensino Médio, o principal objetivo a garantia da formação integral dos jovens, em suas múltiplas juventudes, indispensável para o exercício da cidadania e inserção no mundo do trabalho. Há um compromisso com relação a respostas às suas expectativas de formação e contribuição e desenvolvimento de ferramentas essenciais para construção do seu projeto de vida.

O desenvolvimento de competências complexas, que possibilitem a participação ativa, crítica, criativa e responsável no mundo e o aprimoramento da formação ética e da autonomia intelectual é o foco nesse nível..

Está procurando um colégio particular em Manaus com uma proposta pedagógica sólida, que valoriza a cultura da excelência e desenvolve um trabalho sério e compromissado com a formação de seus alunos? 

Então matricule seu filho no Lato Sensu! Estamos com matrículas abertas!

Quero saber sobre matrículas!

Postado por Lato Sensu

5 de maio de 2021

Palavras chave:

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

    Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

    Termos de Uso|Politica de Privacidade
    Ligarclique para ligar